Fertilidade do solo X Adubação: entenda como os conceitos estão relacionados

fertilidade do solo

A fertilidade do solo é um dos fatores determinantes para alcançar produções agrícolas de qualidade e com alta produtividade. Historicamente, os solos brasileiros, principalmente no cerrado, são arenosos, ácidos e apresentam baixa fertilidade natural, o que exige técnicas corretivas para a atividade agrícola.

Por mais que diversos estudos sobre fertilidade do solo, correção e adubação tenham permitido o cultivo de diversas culturas no cerrado e em regiões com baixa fertilidade, ainda há caminhos para explorar a máxima eficácia do uso de nutrientes e alcançar produtividades ainda maiores.

Para isso, as técnicas de correção do solo, como a adubação, desempenham um papel essencial e de grande importância para a agricultura brasileira. Continue a leitura e saiba mais!

Como a fertilidade do solo e a adubação se relacionam?

A fertilidade do solo depende da disponibilidade de nutrientes e está diretamente ligada às exigências nutricionais das plantas. Vale ressaltar que cada cultura possui uma exigência nutricional específica, portanto é necessário observar diferentes cuidados corretivos em relação à fertilidade do solo para cada tipo de planta.

Nesse sentido, a adubação sempre deve ser feita com base no balanço entre as exigências nutricionais da planta e a disponibilidade de nutrientes no solo. Ou seja:

Adubação = (exigência da planta – disponibilidade no solo)

Como o não consegue suprir por si só as necessidades nutricionais da planta, é necessário inserir os nutrientes por meio de adubos ou fertilizantes. Quando realizada da maneira correta e com insumos de qualidade, a adubação  tem grande importância para que a planta possa absorver todos nutrientes. Com isso, a cultura terá o fornecimento ideal para seu crescimento, estabelecimento e produção.

Técnicas para melhorar a fertilidade do solo

A adubação correta do solo não é, necessariamente, o mesmo que aplicar doses altas de fertilizantes na lavoura. Além da quantidade, é muito importante conhecer as exigências de cada cultivo, a variabilidade do solo e as necessidades de correção da fertilidade.

Para realizar a adubação adequada, utilizando a quantidade ideal e o tipo certo de fertilizante, é importante realizar duas técnicas indispensáveis: a análise do solo e análise foliar.

Análise do solo

A análise do solo é a técnica mais importante e confiável para o conhecimento do estado nutricional e o grau de fertilidade em que se encontra determinada área. Essa técnica permite diagnosticar as condições químicas e físicas do solo, identificando fatores como teores nutricionais, acidez e tamanho das partículas.

A análise do solo deve ser realizada, preferencialmente, em uma profundidade de 20-40cm. Com os resultados, é possível avaliar a necessidade de calagem, quanto e qual tipo de calcário deve ser utilizado e quais nutrientes devem ser fornecidos por meio de adubação. O solo deve ser analisado pelo menos a cada 2 ou 3 anos ou com maior frequência em solos com problemas de fertilidade ou intensamente cultivados.

Análise foliar

Mesmo que a análise do solo ofereça um bom parâmetro para a correção da fertilidade do solo, é necessário acompanhar o desenvolvimento das plantas para certificar que o solo está atendendo às exigências nutricionais ou se será preciso realizar novas adubações corretivas. Por isso, a análise foliar também é uma técnica indispensável.

Com a técnica, é possível identificar a exportação de nutrientes pela planta e definir a demanda de nutrientes e a adubação de manutenção necessária para a plantação. Cada cultura exige uma época correta de coleta, folhas específicas e um número de amostras mínimas. Para realizar uma análise assertiva, você pode encontrar como realizar a análise foliar das principais culturas clicando aqui

Fertilidade nem sempre é sinônimo de produtividade

Por mais que a fertilidade do solo seja um fator de extrema importância para a obtenção de culturas rentáveis, produtivas e de alta qualidade, nem sempre significa que ela irá resultar em colheitas proveitosas.

Isso porque existem diversos outros elementos que influenciam no sucesso do cultivo das culturas, como condições climáticas, microbiologia do solo, manejo realizado, dentre outros. Assim, é preciso adotar uma visão sistêmica sobre toda a produção agrícola para garantir altas produtividades.

Quer saber mais sobre o universo agrícola? Acompanhe-nos no Facebook e Instagram para ficar por dentro de todas as nossas dicas, novidades e conteúdos.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Desenvolvido por : produzdigital.com.br