CTC do solo: por que é tão importante para a produção agrícola?

CTC do solo e sua importância

A capacidade de troca catiônica do solo – ou simplesmente CTC do solo – é uma característica físico-química que influencia diretamente a fertilidade e capacidade de fornecer nutrientes às plantas.

No Brasil, a grande maioria dos solos apresenta argila de baixa atividade e, consequentemente, baixa CTC, além de serem altamente dependentes do pH. Para melhorar a capacidade de troca catiônica do solo, é preciso conhecer a CTC e buscar alternativas que favoreçam a produção agrícola.

Neste artigo, você irá entender melhor a importância da CTC do solo e o que fazer para aumentá-la. Acompanhe!

Por que a CTC do solo é tão importante?

A capacidade de troca de cátions está relacionada à soma das cargas negativas nas partículas microscópicas do solo, ou seja nas frações de argila, e matéria orgânica, contribuindo para a retenção de importantes cátions, como cálcio (Ca2+), magnésio (Mg2+), potássio (K+), sódio (Na+), alumínio (Al3+) e hidrogênio (H+). 

A importância da CTC não está relacionada somente à retenção de cátion. Ela também influencia diretamente importantes fatores que contribuem para o desenvolvimento das plantas e para a boa produtividade agrícola. Dentre eles, podemos destacar:

  • estabilidade do solo;
  • disponibilização de nutrientes;
  • equilíbrio do pH do solo;
  • retenção hídrica;
  • reação com fertilizantes.

Quanto maior a CTC do solo, maior o número de cátions que este solo pode reter e, portanto, maior será a capacidade do solo em apresentar as características citadas acima. Ou seja, manter a CTC ideal do solo é uma prática importante e favorável à produção agrícola.

Qual a CTC ideal do solo?

Não há uma única resposta para essa pergunta, já que cada solo pode apresentar condições e necessidades diferentes. No entanto, quanto maior for a CTC melhor, já que um índice alto reflete em uma maior capacidade de reter elementos de carga positiva, como o K+, Ca2+ e o Mg2+.

Por outro lado, mesmo com uma CTC alta, os descuidos com outros parâmetros importantes, como pH e teor de matéria orgânica podem representar maior potencial para a retenção de elementos tóxicos, como o Al3+.

De modo geral, os referenciais para a CTC são:

  • CTC baixa: < 50 mmolc dm-3
  • CTC média: 50 – 100 mmolc dm-3
  • CTC alta: > 100 mmolc dm-3

Qual a relação entre CTC e nutrição vegetal?

A troca de cátions permite que as partículas do solo fiquem disponíveis para as plantas. Isso faz com que a planta consiga absorver os nutrientes do solo de maneira adequada e na quantidade necessária, além de evitar a perda de nutrientes pelo processo de lixiviação.

Além disso, os cátions mantidos na argila ou na matéria orgânica presente no solo podem ser substituídos por outros cátions. Essa troca favorece a disponibilidade de nutrientes, melhoram seu armazenamento e contribui para que as plantas possam absorver os nutrientes necessários em cada etapa do seu desenvolvimento.

Como aumentar a CTC do solo?

A matéria orgânica representa a maior participação nos índices de CTC do solo, ou seja, quanto maior a presença de matéria orgânica, maior será a carga negativa do solo e, consequentemente, melhor será sua capacidade de troca catiônica. 

Por isso, além de ser uma importante fonte de nutrientes, a matéria orgânica possui cargas de superfície que contribuem para o aumento da capacidade de troca de cátions. A matéria orgânica ainda regula a disponibilidade de vários nutrientes, devido à sua alta reatividade.

Diante do exposto, uma boa maneira de aumentar a CTC do solo é aplicar fertilizantes organominerais, já que são ricos em matéria orgânica e contribui para que nutrientes aplicados não sejam perdidos por lixiviação. Posteriormente, essa capacidade de reter nutrientes favorece a troca  deles para a solução do solo, atendendo a demanda nutricional da planta.

Diferente dos fertilizantes químicos – que só possuem minerais – os fertilizantes organominerais são produzidos a partir de matéria orgânica selecionada, sendo ideais para aumentar a presença da matéria orgânica no solo e contribuir com o aumento da capacidade de troca catiônica.

Além disso, a matéria orgânica dos organominerais contribuem para aumentar a atividade biológica no solo, disponibilizar nutrientes de forma gradativa para a planta, aumentar a capacidade de retenção hídrica, dentre outros benefícios.

Quer saber como aumentar a CTC do seu solo e maximizar a produtividade e qualidade da sua lavoura? Conheça nossos fertilizantes organominerais e sinta-se à vontade para tirar suas dúvidas com nossos especialistas. 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Desenvolvido por : produzdigital.com.br