Como os organominerais podem maximizar sua plantação de feijão?

Plantação de feijão

A plantação de feijão encontra um cenário bastante favorável no Brasil devido ao grande consumo do grão em território nacional. Assim como em outras culturas, o cultivo de feijão vem passando pela necessidade de maior produtividade e técnicas que aliam novas tecnologias, insumos eficientes e menores impactos ambientais.

Diante desse cenário, os fertilizantes organominerais podem ser utilizados na cultura do feijoeiro com o objetivo de melhorar a produtividade e qualidade dos grãos. Esses produtos apresentam eficiência agronômica e boa visibilidade técnica para esta cultura. Por isso, incorporá-los à sua cultura de maneira adequada pode maximizar sua lucratividade!

O cenário da produção de feijão no Brasil

O Brasil já foi o maior produtor mundial de feijão e, hoje, ocupa o terceiro lugar no ranking, ficando atrás apenas de Myanmar e Índia. A produção do grão em território nacional destina-se, majoritariamente, para abastecer o mercado interno, já que a cultura do feijão é uma das mais importantes para a população brasileira.

Nas safras 2017/2018, a produção de feijão em território nacional alcançou a marca de 3,39 milhões de toneladas, com aumento da área de produção em 2% em comparação ao ano-safra anterior, atingindo a marca de 3,24 milhões de hectares destinados à produção do grão.

O Paraná é o maior produtor de feijão – com pouco mais de 651 mil toneladas na safra 2017/2018. Minas Gerais ocupa a segunda posição, com produção de cerca de 536 mil toneladas no mesmo ano-safra, segundo dados da CONAB.

A plantação de feijão possui certa facilidade para se adaptar às diversas condições de clima e solo. O cultivo pode ser feito de maneira isolada, em consórcio ou de forma intercalada, com três safras anuais. Apesar de apresentar maior facilidade de cultivo em relação a determinadas culturas, a produção do grão ainda apresenta alguns desafios no Brasil.

Isso porque a maior produção está ligada à agricultura familiar, que geralmente é descapitalizada e apresenta produção em consórcio com outras culturas. Assim, ainda há baixa produtividade, sobretudo em virtude da ausência de calagem e adubação adequada, erosão do solo, uso de sementes de baixa qualidade, dentre outros problemas.

Fertilizantes organominerais para a plantação de feijão

Os fertilizantes organominerais são obtidos através da mistura de matéria orgânica – que passam pelo processo de compostagem – com a complementação de uma fração de fontes minerais. A combinação entre o conjunto da parte orgânica e da parte mineral garante importantes benefícios para a plantação de feijão, assim como para qualquer outra cultura.

A aplicação de organominerais é capaz de atuar na correção e melhoria das propriedades físicas, químicas e biológicas do solo, promovendo ganhos significativos em termos de produtividade e qualidade. Dentre os principais benefícios, vale citar:

  • aumento na capacidade de absorção e retenção hídrica;
  • redução da densidade do solo;
  • maior fertilidade do solo;
  • redução da erosão;
  • disponibilidade gradativa de nutrientes;
  • redução de perda de nutrientes;
  • melhoria na capacidade de troca catiônica. 

Além disso, os organominerais são absorvidos de maneira mais eficiente pelas plantas, atuando para melhorar o metabolismo, a fotossíntese e outros processos fisiológicos. Esse fato se deve, principalmente, pela absorção lenta e gradativa dos nutrientes durante todo o ciclo de desenvolvimento da planta. 

Com isso, é possível obter culturas mais sadias, com maior vigor na fase de brotação, melhor resistência às pragas e, consequentemente, maior produtividade e qualidade à plantação de feijão. O uso de organominerais ainda permite maior economia ao produtor rural e uma produção sustentável, sem nenhum impacto negativo ao meio ambiente.

Resultados dos organominerais na plantação de feijão

Em pesquisa conduzida no município de Itumirim – MG, constatou-se que o uso do fertilizante organomineral se mostrou eficiente agronomicamente e com boa viabilidade técnica comparado aos adubos minerais no cultivo do feijão.

A aplicação da maior dose do fertilizante organomineral se mostrou mais responsiva sobre a formação de vagens e grãos do feijoeiro, como mostrado na tabela abaixo:

Seguindo a mesma tendência observada na formação de vagens e grãos, verifica-se que a dose de fertilizante organomineral equivalente à 100% do fósforo do MAP incrementou a produtividade da cultura, com ganho produtivo na ordem de 9% em relação ao fertilizante mineral. Observe os resultados:

Dessa forma, é possível concluir que a plantação de feijão responde muito bem à adubação com organomineral, apresentando maior produtividade e sanidade da lavoura, principalmente porque é uma cultura que depende de matéria orgânica. Para conferir todos os resultados, clique aqui.

Em outra pesquisa realizada em Pratapolis – MG contribuiu para assegurar a eficiência dos organominerais na cultura do feijão. Com o uso do organomineral Terra de Cultivo constatou-se uma produtividade de + 7,32 sc/ha em relação ao uso de fertilizante convencional. Para conferir a pesquisa, clique aqui.

Quer aumentar a produtividade da sua plantação de feijão? Entre em contato com nosso time e conte com profissionais capacitados para te ajudar na escolha do melhor organomineral para sua lavoura.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Desenvolvido por : produzdigital.com.br