Fertilizantes orgânicos: sustentabilidade aliada à alta produtividade

O que são fertilizantes orgânicos?

A necessidade da adoção de práticas sustentáveis na agricultura está cada vez mais evidente no mundo todo. Muitos produtores ainda mantêm métodos de produção tradicionais, temendo perder produtividade ao adotar soluções sustentáveis em suas lavouras. Porém, os fertilizantes orgânicos são capazes de provar que é possível aliar sustentabilidade e alta produtividade nas lavouras agrícolas.

A redução de efeitos de produtos químicos, dentre eles os fertilizantes tradicionais utilizados no agronegócio, já era uma meta prevista pela ONU desde 2002. No entanto, a meta principal imposta até 2020 não foi alcançada. Mais do que nunca, reduzir a utilização dos químicos é uma necessidade urgente para preservar a integridade do meio ambiente e da saúde humana.

Nesse cenário, os fertilizantes orgânicos são uma das alternativas mais eficientes para reduzir os impactos da agricultura e elevar a produtividade e qualidade das lavouras, além de criar uma produção mais sustentável. Continue a leitura e saiba mais!

O que são fertilizantes orgânicos?

A ampla categoria de fertilizantes de base orgânica inclui diversas formulações de produtos que fornecem nutrientes às plantas e melhoram a matéria orgânica do solo. Eles são fabricados com resíduos vegetais, animais e industriais provenientes, sobretudo, da indústria alimentícia e da própria agricultura.

Podendo ser utilizados na agricultura orgânica e tradicional, os fertilizantes orgânicos  incluem três categorias específicas de produtos: orgânicos, organominerais e corretivos orgânicos do solo.

Fertilizante orgânico: fertilizante cuja principal função é fornecer nutrientes sob a forma orgânica a partir de materiais orgânicos de origem vegetal ou animal.

Fertilizante organomineral: fertilizante complexo obtido por meio do conjunto entre um ou mais fertilizantes minerais com um ou mais fertilizantes orgânicos ou corretivos orgânicos do solo em formas sólidas ou líquidas.

Melhorador orgânico de solos: melhorador de solos que contém materiais carbonosos de origem vegetal e/ou animal, cuja função principal é manter ou aumentar o teor de matéria orgânica do solo.

Como os fertilizantes orgânicos contribuem para a alta produtividade?

A matéria orgânica presente nos fertilizantes é capaz de trazer uma série de benefícios que atuam a favor do aumento da produtividade. Em comparação com os fertilizantes químicos e minerais tradicionais, os orgânicos são mais vantajosos para otimizar a produtividade das culturas. Conheça suas principais vantagens:

Melhora a fertilidade do solo

O uso desses fertilizantes leva a um aumento da atividade microbiológica do solo. Os fertilizantes orgânicos são decompostos pelos organismos em ácido húmico e aminoácido. Durante este processo, o oxigênio é necessário e o ar é puxado, tornando a estrutura do solo mais arejada. Devido a essa combinação, é criado um solo rico e saudável com uma boa biodiversidade. Com isso, a planta pode obter do solo nutrientes e umidade suficientes, resultando em uma cultura saudável e com alta resistência a doenças e pragas.

Maior disponibilidade de nutrientes

Outra vantagem dos fertilizantes orgânicos é que os nutrientes nitrogênio, fósforo e potássio são fornecidos de forma mais gradual do que os fertilizantes químicos. Isso porque os fertilizantes orgânicos só fornecem nutrientes quando as bactérias quebram os grânulos do fertilizante. Pode-se constatar, como consequência, uma maior disponibilidade dos nutrientes, o que traz um menor risco de lixiviação e perda nutricional.

Aumenta a absorção de água

A matéria orgânica presente nos fertilizantes contribui para formar agregados de partículas no solo capazes de melhorar a capacidade de absorção e retenção de água. A infiltração da água no solo também passa a ocorrer com mais facilidade, o que auxilia no processo de absorção hídrica das plantas.

Além das vantagens principais citadas acima, o uso dos fertilizantes orgânicos ainda proporciona diversos outros benefícios para melhorar a produtividade, como:

  • Nutrir o solo com matéria orgânica que reduz a dependência de insumos químicos;
  • Restaurar e manter a fertilidade do solo para nutrir o crescimento das plantas;
  • Melhorar os atributos de qualidade da produção, bem como o rendimento;
  • Melhorar a eficiência do uso de nutrientes para produzir safras mais robustas;
  • Aumentar a resistência do solo à erosão, melhorando o conteúdo de matéria orgânica do solo.

Como os fertilizantes orgânicos contribuem para a sustentabilidade?

Os fertilizantes orgânicos não apenas aumentam a produtividade agrícola e reduzem o custo de insumos, mas também fornecem uma oportunidade de reciclar os resíduos não utilizados, resíduos de culturas e plantas para reduzir a poluição do solo, da água e do meio ambiente. Com isso, tornam-se grandes aliados da sustentabilidade. Entenda melhor como eles podem contribuir com essa prática:

Sustentabilidade a longo prazo

Muitas mudanças observadas no meio ambiente são de longo prazo, ocorrendo lentamente ao longo do tempo. A agricultura orgânica considera o efeito de médio e longo prazo das intervenções agrícolas no agroecossistema. Seu objetivo é produzir alimentos enquanto estabelece um equilíbrio ecológico para prevenir a fertilidade do solo ou problemas de pragas. A agricultura orgânica adota uma abordagem proativa em oposição a tratar os problemas depois que eles surgem.

Construção do solo

Práticas de construção do solo, como rotação de culturas, cultivo intercalar, associações simbióticas, culturas de cobertura, fertilizantes orgânicos e cultivo mínimo são fundamentais para as práticas orgânicas. Isso estimula a fauna e a flora do solo, melhorando a formação e a estrutura do solo e criando sistemas mais estáveis. Por sua vez, a ciclagem de nutrientes e energia é aumentada e as habilidades retentivas do solo para nutrientes e água são aprimoradas, compensando o não uso de fertilizantes minerais. Essas técnicas de manejo também desempenham um papel importante no controle da erosão do solo.

Economia e preservação da água

Em muitas áreas agrícolas, a poluição dos cursos d’água subterrâneos com fertilizantes sintéticos e pesticidas é um grande problema. Como seu uso é reduzido com o uso de fertilizantes orgânicos, é possível melhorar a estrutura do solo e a infiltração da água. Sistemas orgânicos bem gerenciados com melhores habilidades de retenção de nutrientes reduzem muito o risco de poluição das águas subterrâneas. Em algumas áreas onde a poluição é um problema real, a conversão para a agricultura orgânica é altamente encorajada como uma medida restauradora (por exemplo, pelos governos da França e da Alemanha).

Retenção de carbono orgânico

Os fertilizantes orgânicos contribuem para mitigar o efeito estufa e o aquecimento global por meio de sua capacidade de sequestrar o carbono do solo. Muitas práticas de manejo utilizadas pela agricultura orgânica aumentam o retorno de carbono ao solo, aumentando a produtividade e favorecendo o armazenamento de carbono. Quanto mais carbono orgânico é retido no solo, maior é o potencial de mitigação da agricultura contra as mudanças climáticas.

Quer continuar acompanhando nossas dicas, novidades e conteúdos? Siga-nos no Facebook e Instagram para ficar por dentro!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Desenvolvido por : produzdigital.com.br