Plantação de tomate: conheça os benefícios do organomineral na cultura do tomateiro

Plantação de tomates

Buscando um menor impacto ambiental e maior promoção da sustentabilidade, os fertilizantes organominerais vem ganhando cada vez mais destaque na agricultura brasileira. Diversas outras culturas podem ser beneficiadas com a aplicação desses insumos, mas a plantação de tomate é ainda mais beneficiada, sobretudo na questão nutricional.

No Brasil, o tomate é a principal hortaliça produzida pela agricultura. Segundo dados da FAO, nosso país ocupa a 9ª posição na produção de tomate em nível mundial. A produção anual alcançou a marca de mais de 4 milhões de toneladas em 2018, com 35% da produção destinada ao cultivo de tomate industrial e o restante para consumo in natura.

Para maximizar a produtividade e melhorar a competitividade do Brasil no cenário mundial da produção de tomate, os organominerais desempenham importantes papéis nesta missão. Continue a leitura e saiba mais!

As particularidades da plantação de tomate

Apesar da baixa absorção de nutrientes no início do ciclo do tomateiro, a plantação de tomate exige uma grande quantidade de nutrientes em outras fases do desenvolvimento, principalmente no aparecimento das primeiras flores e no crescimento dos frutos.

É preciso que haja um cuidado especial em relação à nutrição da cultura do tomate, já que o tomateiro é uma planta bastante exigente em nutrientes, sendo que os mais absorvidos em ordem decrescente são: N,  K,  Ca,  S,  P,  Mg,  Cu,  Mn,  Fe  e  Zn.

Devido à maior necessidade de adubação, é preciso conhecer as exigências nutricionais e os principais sintomas de deficiência para que a plantação de tomate possa se desenvolver de maneira saudável e produtiva. Por isso, é importante otimizar os fatores que influenciam seu crescimento, desenvolvimento e comportamento.

Dentre eles, podemos destacar como prioritário a água, luz solar, CO2, temperatura e nutrientes. A atenção à nutrição do tomateiro é uma das mais importantes, visto que a maioria dos solos brasileiros apresentam baixa fertilidade natural, exigindo técnicas corretivas para favorecer a produção agrícola.

Benefícios do organomineral na cultura do tomate

Além de suprir as necessidades do tomateiro, é de fundamental importância buscar inovações que proporcionem maior produtividade, aumento da competitividade no mercado e redução de custos. 

Assim, investir em fertilizantes organominerais contribui para obter uma maior produtividade e qualidade do tomate, aliando sustentabilidade a custos menores. Confira os principais benefícios do organomineral para a plantação de tomate: 

Disponibilidade gradativa de nutrientes

Durante o desenvolvimento, é importante disponibilizar todos os nutrientes necessários para um ciclo satisfatório. Os organominerais são fertilizantes com excelente fonte de macro e micronutrientes para a cultura do tomate, contribuindo para o correto desenvolvimento da lavoura.

Diferente de fertilizantes químicos, os organominerais disponibilizam nutrientes de forma lenta e gradativa, permitindo que o tomateiro possa absorver os nutrientes essenciais durante cada fase do seu ciclo produtivo. Além disso, há um maior aproveitamento de nutrientes minerais devido à combinação com matéria orgânica.

Tudo isso favorece a complexação de todos os nutrientes catiônicos, resultando em maior aproveitamento de nutrientes pelo sistema radicular.

Menor perda de nutrientes

A matéria orgânica presente nos organominerais permite que esses insumos tenham a capacidade de atuar como quelantes. Isso contribui para a retenção de elementos metálicos, importantes, principalmente os micronutrientes ferro, cobre, zinco e manganês, sequestrando-os sem combinar fortemente com eles. 

Assim, os organominerais têm maior capacidade de fixação dos nutrientes, evitando que eles sejam carregados pela água da chuva ou perdidos devido a outros processos. os nutrientes solúveis ficam envoltos por uma matriz orgânica que evita o contato direto entre  o fósforo e o solo, o que também ajuda a evitar a perda por fixação pelos óxidos de ferro e alumínio.

Estímulo da atividade microbiológica

A presença de matéria orgânica no solo é fundamental para o desenvolvimento da plantação de tomate, assim como para qualquer cultura. Como os organominerais são ricos em matéria orgânica, principalmente em ácidos húmicos e fúlvicos, é possível preservar e favorecer o desenvolvimento de microrganismos benéficos.

Por meio do processo de mineralização, os microrganismos contribuem para que a disponibilização de nutrientes essenciais ocorra de forma adequada durante todo o ciclo produtivo da planta, além de contribuírem para outros processos importantes.

Melhoria na fertilidade do solo

A matéria orgânica presente nos organominerais é capaz de melhorar as propriedades físicas, químicas e biológicas do solo, contribuindo para aumentar sua porosidade e fertilidade.

A matéria orgânica atua como agente agregante das partículas do solo, formando agregados capazes de aumentar a capacidade de absorção e retenção de água durante todo o desenvolvimento da planta. Além disso, os organominerais proporcionam outros benefícios relacionados à porosidade do solo, como melhoria em processos fisiológicos da planta e redução da erosão.

Comprovação da eficiência dos organominerais para a plantação de tomate

Em estudo realizado para analisar a Produtividade do tomate industrial submetido a adubação organomineral em cobertura, constatou-se que os organominerais apresentaram melhores resultados em relação à massa seca dos frutos, número de frutos comercializáveis, peso dos frutos e produtividade.

Para  os  valores  da  produtividade,  o  tratamento  com  adubação  organomineral apresentou  resultado  superior  quando  comparado  a  adubação  mineral  e  sem  adubação. Segundo os resultados, é possível observar que o desempenho produtivo do  adubo  organomineral  é  superior  aos  demais  tratamentos  utilizados  em  65,42%.

Valores médios de comprimento (mm), diâmetro equatorial (mm) e produtividade (t ha) de tomate

industrial com o uso de diferentes tipos de adubação em cobertura.

**Resposta significativa ao nível de 1% de probabilidade pelo teste de Tukey; ns Diferença entre médias considerada não significativa pelo teste de Tukey.

É possível concluir que a plantação de tomate industrial cresce mais quando recebe  adubação  organomineral,  o  que  leva  a  um  melhor  balanço  nutricional  em  seus  tecidos, favorecendo  o  transporte  de  fotoassimilados,  água  e  nutrientes.

Para conferir a pesquisa completa, clique aqui.

Quer saber como podemos aumentar a produtividade e qualidade da sua plantação de tomate? Entre em contato conosco e conheça todos os benefícios dos nossos organominerais para sua lavoura!

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Desenvolvido por : produzdigital.com.br