Compactação do solo: como os organominerais podem corrigir o problema?

compactação do solo

A compactação do solo é um problema que acomete grande parte das propriedades agrícolas no Brasil. Essa preocupação tornou-se ainda mais relevante com a intensificação da mecanização iniciada na década de 1990.

O solo compactado representa um grande desafio para alcançar altas produtividades, já que promove uma série de fatores que afetam o crescimento radicular, como aeração, retenção de água, resistência à penetração de raízes, dentre outros.

Buscar alternativas para evitar e corrigir o problema deve ser uma missão contínua dos produtores, a fim de garantir um solo saudável, produtivo e com qualidade. Neste artigo, vamos explicar como os organominerais podem te ajudar nessa tarefa!

O que é e quais as causas da compactação do solo

A compactação do solo é caracterizada pela alteração ou destruição da sua estrutura natural. O problema ocorre quando o solo recebe uma carga superior à sua capacidade de suporte, reduzindo o espaço poroso e elevando a densidade.

Em consequência dessas alterações, os espaços porosos, com água e/ou ar, são reduzidos e gradualmente substituídos por partículas sólidas. O resultado é uma redução da porosidade e aumento das partículas sólidas por unidade de volume, causando uma diminuição na capacidade produtiva.

Vale ressaltar que a compactação do solo pode ocorrer em diferentes profundidades e, na maioria das vezes, se distribui de diferentes maneiras ao longo da lavoura. As principais causas do solo compactado incluem:

  • exposição do solo por grandes períodos, facilitando o processo erosivo;
  • pisoteio animal;
  • uso de máquinas cada vez mais pesadas, visando aumentar o rendimento operacional;
  • trânsito nas lavouras em épocas de alta umidade do solo;
  • ausência de rotação de culturas efetiva nos sistemas de produção.

Como saber se o solo está compactado?

A compactação do solo pode ser notada por meio de sintomas visuais no próprio solo e nas plantas. Para as plantas, a compactação do solo é uma situação extremamente prejudicial, comprometendo, principalmente, seu crescimento radicular e, assim, dificultando e até mesmo limitando seu desenvolvimento.

As culturas de ciclo anual, como milho e soja, costumam sofrer mais com os solos compactados em comparação com as culturas perenes.

Para medição de resistência à penetração do solo, pode-se utilizar penetrômetros, equipamentos portáteis capazes de identificar se o solo está compactado, bem como qual camada apresenta maiores danos.

Para aumentar a certeza sobre o diagnóstico de compactação, é importante realizar a análise da densidade global do solo, o que exige análise laboratorial. No entanto, a observação de sintomas comuns podem ajudar a identificar o problema.

Saiba quais são os sinais mais comuns na tabela abaixo:

Plantas Solo
Demora para emergênciaCamada de crosta no solo
Crescimento abaixo do normalZona compactada de superfície
Folhas com coloração anormalEmpoçamento de água
Sistema radicular superficialErosão excessiva
Raízes mal formadasAumento de requerimento de potência para preparo do solo

Como evitar e corrigir a compactação do solo?

Na maioria das vezes, o solo compactado pode ser apenas parcialmente recuperado. A adição de matéria orgânica é o único método realmente eficaz para a correção do problema, contribuindo para trazer importantes benefícios, como: aumentar a porosidade do solo, melhorar a estrutura, facilitar a infiltração da água, reduzir processos erosivos, dentre outros.

Assim, é necessário buscar alternativas eficientes para repor a matéria orgânica perdida. Os fertilizantes organominerais são grandes aliados para a correção da compactação, uma vez que são insumos ricos em matéria orgânica.

A matéria orgânica melhora a agregação das partículas do solo, através de exsudados orgânicos produzidos por microrganismos do solo. Os benefícios são diversos, como melhoria da porosidade do solo, melhor infiltração de água, maior disponibilidade e redução da perda de nutrientes, controle do pH do solo, etc.

Além disso, os microrganismos também atuam para melhorar a estrutura física do solo, contribuindo para o crescimento saudável das plantas e evitando os processos de erosão e lixiviação. Tudo isso contribui para que haja uma diminuição significativa da compactação do solo.

Outras práticas que contribuem para evitar e corrigir a compactação do solo são:

  • cobertura do solo para formar uma camada de proteção;
  • rotação e sucessão de culturas;
  • redução do uso intensivo de maquinários;
  • controle de tráfego do gado.

Conte com os fertilizantes da Terra de Cultivo

Está em busca de soluções para reduzir a compactação do seu solo? A Terra de Cultivo oferece fertilizantes ricos em matéria orgânica, capazes de auxiliar na recuperação do solo e contribuir para lavouras produtivas, saudáveis e rentáveis.

Nossos insumos são produzidos a partir do processo de compostagem, por meio do qual realiza-se o tratamento de resíduos de origem animal, vegetal e de processos industriais, transformando-os em produtos estabilizados e ricos em nutrientes.

Conheça nossa linha de produtos e fale com um representante para saber todos os detalhes.

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Desenvolvido por : produzdigital.com.br