Como evitar a erosão do solo em sua propriedade?

erosão do solo

A erosão do solo é uma grande ameaça ambiental à sustentabilidade e à produtividade, com efeitos colaterais na crise climática e na segurança alimentar. Para se ter uma ideia, somente no Brasil, são perdidas todos os anos, aproximadamente, 500 milhões de toneladas de solos em decorrência de processos erosivos.

Apesar de condições climáticas, como vento e chuva, contribuírem para a erosão, o manejo inadequado com práticas prejudiciais ao solo é o grande responsável por acelerar a erosão do solo. Para evitar que isso aconteça, é importante buscar alternativas que minimizem e evitem o processo erosivo. 

Por que a erosão do solo é um problema tão grande?

O solo é um recurso natural que pode parecer robusto e infinito, mas na verdade é um produto frágil resultado de milhares de anos de formação. A camada superficial do solo, que fica mais próxima da superfície da terra, contém nutrientes essenciais para as plantações. 

É esta camada que está ameaçada pela erosão, podendo causar graves consequências para a produção agrícola. Um dos principais problemas é a redução da fertilidade do solo, o que pode afetar negativamente o rendimento das lavouras. 

Este é um problema global. O solo está se erodindo mais rapidamente do que se formando, fazendo com que a terra se torne cada vez mais inadequada para alcançar lavouras produtivas e rentáveis. Por isso, adotar práticas de gestão mais inteligente da terra é uma necessidade.

5 alternativas para evitar a erosão do solo

Embora tenhamos pouco controle sobre as condições climáticas que favorecem os processos erosivos, é possível tomar medidas para minimizar o problema e reduzir seu impacto negativo na produtividade agrícola. Saiba o que você pode fazer!

Conheça a capacidade do solo

A erosão do solo pode ser evitada usando a terra dentro de sua capacidade. A posição do terreno, tipo de solo e declive determinam o quão vulnerável ele será à erosão. Por isso, conhecer a predisposição do solo é fundamental.

Existem vários recursos para ajudar a determinar como a terra deve ser usada para evitar a erosão:

Para terras de cultivo: manuais de campo de gestão de terras mapeiam e descrevem os tipos de terra em muitas regiões e fornecem conselhos sobre o uso e manejo da terra para cada tipo de solo.

Para pastagens: mapas de solos e tipos de terra estão disponíveis para a maioria das áreas. Isso é uma ferramenta de planejamento útil, permitindo aos criadores de gado conhecer quais solos suas propriedades podem ter.

Invista em cobertura de superfície

A cobertura da superfície é um fator importante para controlar a erosão do solo porque reduz o impacto das gotas de chuva que caem no solo descoberto e do vento que remove as partículas do solo, além de reduzir a velocidade da água que flui sobre a terra. O risco de erosão é significativamente reduzido quando há mais de 30% de cobertura do solo. 

A cobertura total é alcançável para muitos sistemas de pastagem e cultivo. Além de reduzirem o risco de erosão, a cobertura de superfície traz importantes benefícios para a capacidade produtiva do solo. A rotação de culturas é uma boa prática para alcançar a cobertura de superfície.

Realize o cultivo em faixas

Em áreas onde o declive é particularmente íngreme ou não há método alternativo de prevenção da erosão, o plantio de campos em faixas longas alternadas em um sistema de rotação de culturas tem se mostrado eficaz no controle da erosão.

O cultivo em faixas auxilia tanto no controle da erosão hídrica como da eólica. Quando adotadas para controle da erosão hídrica, o plantio deve seguir o sentido das curvas de nível. Já, quando forem adotadas para o controle da erosão eólica, as faixas devem ser estabelecidas de maneira perpendicular à direção dos ventos predominantes.

Aposte no Sistema de Plantio Direto

Segundo o Embrapa Soja, o Sistema de Plantio Direto pode reduzir a incidência de erosão no solo em até 95% quando aplicado de maneira correta. A conservação da palhada evita a destruição dos agregados do solo pela chuva e a perda de terra por arrastamento provocado pela enxurrada, resultado dos processos erosivos.

O SPD ainda contribui para armazenar mais nutrientes, fertilizantes e corretivos quando comparados com o manejo convencional. Além disso, a ausência ou o mínimo de revolvimento ajuda a preservar a saúde e fertilidade do solo.

Utilize fertilizantes organominerais

Os fertilizantes organominerais atuam como verdadeiros condicionadores da qualidade do solo, promovendo melhorias em suas propriedades físicas, químicas e biológicas. A presença de matéria orgânica promove a redução da densidade aparente do solo, ajudando a reduzir os riscos de erosão, principalmente em solos arenosos.

Além disso, por meio da introdução de matéria orgânica, ocorre maior agregação das partículas do solo, melhor absorção e retenção de água, o que contribui para reduzir a perda das camadas superficiais do solo e o consequente processo de erosão. 

Os organominerais ainda possuem uma série de benefícios para aumentar a qualidade e produtividade da sua lavoura. Conheça nossos produtos e descubra todas as vantagens de utilizar fertilizantes Terra de Cultivo em sua propriedade!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Desenvolvido por : produzdigital.com.br