Como a agricultura 5.0 vai transformar a produção agrícola?

Como a agricultura 5.0 vai transformar a produção agrícola?

A partir de 2021, um novo conceito passou a ganhar destaque no cenário agrícola: a agricultura 5.0. Acompanhando as inovações em todos os setores, o agronegócio está incorporando Inteligência Artificial e novas tecnologias para atingir alta precisão de performance e maximizar a produtividade.

No Brasil, como a agricultura desempenha um papel central na economia, é importante que os produtores rurais acompanhem as inovações no setor. Especialmente, porque nosso país é um dos maiores produtores agrícolas mundiais e está inserido em um mercado global extremamente competitivo. 

Neste artigo, vamos te ajudar a entender melhor o que é agricultura 5.0 e quais são as principais transformações que ela traz para sua fazenda. Acompanhe!

O que é agricultura 5.0?

A agricultura 5.0 é a quinta e mais recente geração de modelos de produção agrícola. O grande diferencial desse novo modelo está na tomada de decisão, que passa a utilizar cada vez mais a robótica e a Inteligência Artificial para proporcionar maior precisão e produtividade.

A agricultura 5.0 surge como uma alternativa para solucionar a massiva demanda por produtos agrícolas que o mundo irá enfrentar em um futuro breve. As tecnologias avançadas de detecção aplicadas na agricultura passam a ser importantes ferramentas para ajudar a enfrentar esse desafio.

Para isso, o modelo de agricultura 5.0 é dividido em quatro pilares centrais:

  • Aumento de produtividade: as inovações tecnológicas ajudam a ter maior domínio sobre todos os detalhes da plantação e irão contribuir para alimentar cada vez mais pessoas.
  • Segurança alimentar: um dos objetivos da agricultura 5.0 é garantir o acesso a alimentos que apresentam valor nutricional e diminuir as desigualdades sociais.
  • Redução do desperdício: esse modelo visa atuar na melhoria das práticas de conservação, armazenamento e transporte para que o desperdício seja cada vez menor.
  • Alimentos mais saudáveis: a cobrança por alimentos mais saudáveis já é uma realidade e com a agricultura 5.0 é possível obter alimentos nutritivos e de alta qualidade.

Quais são as tecnologias mais comuns da agricultura 5.0?

A tecnologia é, definitivamente, o ponto central de transformação nesse novo modelo de produção agrícola. Para alcançar as propostas dos quatro pilares citados acima, algumas tecnologias despontam como essenciais. Confira as principais!

Sensores de linha

O uso de sensores por linha de semeadura facilita a correção de falhas de plantio causadas pelo embuchamento da linha ou falta de sementes. Associado a monitores, os sensores permitem a formação de mapas de plantio em tempo real, fornecendo dados importantes, como percentual de distribuições uniformes, duplas e falhas, taxa de semeadura e área plantada.

Sistemas distribuidores de sementes

O sistema de distribuição mecânico de discos de plantio – o mais utilizado no Brasil – passou por uma série de melhorias que permitiram otimizar a distribuição das sementes. No entanto, na agricultura 5.0, o sistema de distribuição de sementes pneumáticos é ainda mais eficaz, obtendo melhor uniformidade, mesmo em maiores velocidades de trabalho.

Sistemas de linhas independentes

É um sistema que auxilia na correção do remonte nas cabeceiras e arremates da lavoura. Há expectativas de que essa tecnologia seja usada, também, para a distribuição de adubo, reduzindo gastos excessivos com sementes e insumos.

Sensores

Como a base da agricultura 5.0 é a análises de dados e processamento, os sensores passam a ocupar um importante local de destaque, já que são os responsáveis pela coleta desses dados. Além dos sensores de linha, o uso dessa ferramenta irá acontecer em todas as etapas de cultivo, desde a análise do solo até a colheita.

Por que implementar a agricultura 5.0 em sua lavoura?

A utilização de novas tecnologias proporcionadas pela agricultura 5.0 pode trazer uma série de benefícios para o produtor agrícola. Dentre eles, podemos citar:

  • Redução de impactos negativos no meio ambiente;
  • Aperfeiçoamento na produção e uso de insumos;
  • Aumento de produtividade;
  • Produção mais eficiente e em maior escala;
  • Redução de perdas causadas por pragas, plantas daninhas e eventos climáticos;
  • Redução de desperdícios;
  • Aumento na qualidade da produção.

Apesar dos benefícios, a implementação da agricultura 5.0 ainda esbarra em alguns desafios, como a falta de acesso à Internet em certas áreas rurais;  resistência dos produtores mais tradicionais; falta de capacitação técnica dos agricultores para lidar com as novas ferramentas e tecnologias.

Contudo, o cenário agrícola está cada vez mais competitivo e com mudanças cada vez mais rápidas. Quem não se adaptar e usar a tecnologia a seu favor poderá acabar perdendo espaço nesse setor. 

A implementação da agricultura 5.0 em sua lavoura pode ser feita de maneira gradual e ter seu início com a criação de um projeto por especialistas para atender suas necessidades e transformar seus processos produtivos de forma plena e integrada.

Gostou do conteúdo? Siga-nos no Facebook e Instagram para continuar acompanhando nossas novidades!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Desenvolvido por : produzdigital.com.br