Plantação de trigo: 7 passos para maximizar sua lucratividade

A plantação de trigo é considerada uma das mais rentáveis do mercado devido à grande variedade de alimentos que são produzidos a partir do cereal. O Brasil é um dos maiores produtores, consumidores e exportadores de trigo, tornando-o uma cultura economicamente estável e viável para os produtores agrícolas.

Por ser uma cultura de inverno, o trigo é mais cultivado nos estados da região Sul. Contudo, o Sudeste também se destaca na produção do cereal. Somente em Minas Gerais, a safra de 2019 atingiu um total de 208,3 mil toneladas de trigo produzidas, segundo dados da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab).

Além de ser vantajoso economicamente, o cultivo de trigo também é um importante aliado na rotação de culturas, dificultando o desenvolvimento de pragas e doenças, garantindo a cobertura do solo durante o inverno e reduzindo sua degradação.

Está pensando em começar uma plantação de trigo? Confira os principais passos que vão garantir uma lavoura com alta qualidade e produtividade.

Adquira sementes de qualidade

Para dar início à sua plantação de trigo, o ideal é adquirir sementes resistentes e de alta qualidade. Assim, é possível evitar problemas ao longo do desenvolvimento das plantas e aumentar o sucesso da colheita.

O mais recomendado é comprar as sementes diretamente de viveiros de plantas ou de outros produtores que já tenham obtido safras bem sucedidas. Você pode optar por dois tipos de trigo: o duro e o comum. Ambos são usados para produção de alimentos e se adaptam com facilidade às condições climáticas do Brasil.

Prepare o solo

Como a cultura do trigo é sensível, a correção prévia das limitações do solo é fundamental para a produtividade. A análise do solo é uma etapa essencial, devendo ser feita em profundidade de 0-10 cm no caso de plantio direto e 0-20 cm no sistema convencional.

Além de corrigir as deficiências nutricionais, o preparo do solo necessita de uma atenção ainda maior. Isso porque é recomendado que o trigo seja cultivado em solos compactados, mal drenados ou com exposição a temperaturas muito baixas.

Realize o controle de plantas daninhas

A plantação de trigo é muito sensível à competição contra qualquer outro tipo de planta. Para não comprometer seu potencial produtivo, a cultura deve ser plantada em solo limpo, ou seja, sem a presença de plantas daninhas.

Mesmo após a emergência do trigo, é necessário se atentar ao monitoramento de ervas daninhas, uma vez que até um pequeno número dessas plantas pode afetar o crescimento do cereal. Aqui, uma boa dica é realizar um planejamento para o controle de plantas daninhas.

Garanta o espaçamento adequado

A semeadura realizada de maneira inadequada pode impedir a chegada de luz adequada até a raiz da planta. Para evitar que isso aconteça, é fundamental garantir o espaçamento adequado, já que esta condição garante o melhor aproveitamento da área de terra e permite o total desenvolvimento da planta.

De acordo com a Embrapa, as condições ideais de espaçamento são as seguintes:

  • Espaçamento entre linhas de 17 cm a 20 cm;
  • Densidade média de 200 a 400 sementes viáveis por m²;
  • Profundidade de semeadura de 2 cm a 5 cm.

Respeite a época de plantio

As condições climáticas influenciam diretamente o resultado da lavoura de trigo, ou seja, as condições podem impactar o desenvolvimento da cultura de maneira positiva ou negativa. Por isso, é importante conhecer muito bem as condições da sua região e respeitar a época adequada de plantio.

A época de plantio deve ser determinada, sobretudo, pelo zoneamento e regime de chuvas regionais. Também é necessário garantir a umidade e temperaturas adequadas. A umidade relativa do ar ideal tanto para o plantio quanto para o cultivo é de 70%. Já a temperatura ideal deve variar entre 15º C e 20º C.

Monitore o desenvolvimento do trigo

Para obter sucesso com sua plantação de trigo é preciso realizar um monitoramento constante da lavoura. Como já mencionamos, o trigo é uma cultura sensível, e alterações em condições climáticas, falta de água ou a presença de doenças, pragas e ervas daninhas podem comprometer sua produtividade.

O monitoramento constante permite identificar possíveis problemas que possam afetar o desenvolvimento das plantas e, assim, facilitar a tomada de decisão para evitar qualquer tipo de prejuízo.

Utilize fertilizantes organominerais

Devido à sensibilidade da cultura, o uso de insumos adequados podem fazer uma grande diferença para o sucesso da lavoura. Nesse sentido, os fertilizantes organominerais são bastante interessantes para maximizar a qualidade e produtividade da plantação de trigo.

Esses insumos são ricos em matéria orgânica e possuem uma fração mineral, trazendo importantes benefícios para a cultura do trigo, como:

  • aumento da CTC do solo;
  • fornecimento gradual de nutrientes durante todo o ciclo produtivo;
  • melhoria na capacidade de absorção e retenção hídrica;
  • aumento da atividade microbiana;
  • maior desenvolvimento radicular;
  • redução da perda de nutrientes;
  • redução da densidade do solo;
  • maior resistência ao estresse ambiental;
  • maior resistência à doenças e pragas;
  • dentre outros.

Tudo isso contribui para plantas mais sadias, com maior vigor na fase de brotação, melhor desenvolvimento e alcance de todo o potencial produtivo, resultando em uma lavoura com maior rentabilidade. Além de melhorar a qualidade e produtividade das lavouras, o uso desses fertilizantes ainda proporciona maior economia ao produtor rural.

Quer saber mais sobre os benefícios dos organominerais? Conheça nossos produtos e fale com um representante para esclarecer todas as suas dúvidas.

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Desenvolvido por : produzdigital.com.br